Cruz Vermelha adverte Israel sobre violações de direitos humanos em Gaza

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) advertiu nesta quarta-feira as autoridades israelenses sobre as violações ao direito humanitário internacional representados tanto pelos ataques diretos contra civis como os bombardeios indiscriminados.

AFP |

"Estamos preocupados com o número crescente de civis feridos ou mortos" em decorrência das operações israelenses na Faixa de Gaza, declarou Pierre Wettach, chefe da delegação do CICV para Israel e os territórios palestinos.

"Os ataques diretos contra civis são proibidos em virtude do direito humanitário internacional, da mesma forma que os bombardeios indiscriminados. As partes envolvidas têm sempre que fazer a diferença entre civis e combatentes, assim como entre instalações civis e militares", acrescentou Wettach em comunicado publicado pelo CICV, com sede em Genebra.

Segundo ele, a organização também lembrou a Israel "a importância de garantir o pleno respeito do princípio de proporcionalidade em resposta a uma agressão".

O CICV se declarou "igualmente preocupado com os mortos e feridos civis em Israel", provocados pelos "constantes disparos de foguetes palestinos a partir da Faixa de Gaza".

dro/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG