Cronologia: relações entre a Geórgia e a Ossétia do Sul

GEÓRGIA - Intensos combates eram travados, na sexta-feira, dentro e nas cercanias da capital da Ossétia do Sul, uma região separatista da Geórgia, enquanto soldados e aviões georgianos tentavam retomar o controle sobre a área. Os separatistas contam com o apoio político e financeiro da Rússia.

Reuters |

Leia abaixo uma cronologia com os principais acontecimentos envolvendo a Ossétia do Sul:

Novembro de 1989 -- A Ossétia do Sul declara sua autonomia em relação à República Socialista Soviética Georgiana, detonando um conflito de três meses.

Dezembro de 1990 -- A Geórgia e a Ossétia do Sul dão início a um novo conflito armado que dura até 1992.

Junho de 1992 -- Líderes da Rússia, da Geórgia e da Ossétia do Sul reúnem-se em Sochi, assinam um armistício e acertam a criação de uma força de paz.

Novembro de 1993 -- A Ossétia do Sul elabora sua própria Constituição.

Novembro de 1996 -- A Ossétia do Sul elege seu primeiro presidente.

Dezembro de 2000 -- A Rússia e a Geórgia assinam um acordo para recuperar a economia da zona de conflito.

Dezembro de 2001 -- A Ossétia do Sul elege Eduard Kokoity como presidente. Em 2002, ele pede ao governo russo que reconheça a independência da região e que a absorva.

Janeiro de 2005 -- A Rússia dá um apoio reservado ao plano da Geórgia de conceder autonomia ampla à Ossétia do Sul em troca de a região deixar de lado seus planos de independência.

Novembro de 2006 -- Em um referendo, a Ossétia do Sul aprova com larga margem de votos sua separação da Geórgia. O primeiro-ministro georgiano diz que a manobra é parte de uma campanha russa para provocar uma guerra.

Abril de 2007 -- O Parlamento da Geórgia aprova uma lei para criar uma administração temporária na Ossétia do Sul, gerando tensão com a Rússia.

Junho de 2007 -- Os separatistas da Ossétia do Sul dizem que a Geórgia atacou Tskhinvali (capital da região) com morteiros e disparos realizados por franco-atiradores. O governo georgiano nega.

Outubro de 2007 -- Interrompem-se as negociações patrocinadas pela Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) e realizadas pela Geórgia e pela Ossétia do Sul.

Março de 2008 -- Depois de o Ocidente ter dado apoio à secessão de Kosovo da Sérvia, a Ossétia do Sul pede que o mundo reconheça sua independência da Geórgia.

Março de 2008 -- A tentativa da Geórgia de ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), apesar de mal sucedida, leva o Parlamento da Rússia a conclamar o governo russo a reconhecer a independência da Ossétia do Sul e da Abkházia, outra região separatista.

Abril de 2008 -- A Ossétia do Sul rejeita um acordo de compartilhamento de poder sugerido pela Geórgia e insiste na opção da independência total.

Agosto de 2008 -- Forças georgianas e da Ossétia do Sul começam a se enfrentar. A Geórgia diz que suas forças 'libertaram' a maior parte da capital da Ossétia do Sul.

Leia mais sobre Geórgia

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG