Croatas aprovam adesão à União Europeia

"Sim" venceu com 66% dos votos de referendo com participação reduzida

AFP |

O "sim" venceu com 66% dos votos o referendo deste domingo sobre a adesão da Croácia à União Europeia (UE), segundo resultados oficiais, após a apuração de 99% dos votos. A consulta foi marcada pela participação reduzida.

Leia também:
Líderes da Bósnia concordam em formar novo governo

Independentemente do resultado do referendo, o tratado de adesão firmado em dezembro pela Croácia precisa ser ratificado pelos 27 Estados-membros da UE para que seja formalizada a entrada do país no bloco europeu em 1º de julho de 2013.

Após o ingresso da Eslovênia, em 2004, a Croácia será a segunda das seis antigas repúblicas iugoslavas a aderir à UE. Antes da votação, políticos croatas, pró-europeus, insistiam em que a integração à União Europeia seria a decisão mais importante para o país desde a sua independência, conquistada após uma guerra travada entre 1991 e 1995 contra forças rebeldes sérvias, que causou 20.000 mortes.

O referendo foi marcado pela participação de 43,58%, muito inferior à registrada nas eleições legislativas de dezembro. O premier Zoran Milanovic, social-democrata, criticou na TV a baixa participação do eleitorado e a atribuiu à difícil situação econômica do país. Posteriormente, classificou a decisão de "histórica".

Os presidentes da União Europeia (UE) e da Comissão Europeia, Herman Van Rompuy e José Manuel Durão Barroso, respectivamente, cumprimentaram os croatas por seu apoio à adesão do país à UE, "uma boa decisão para a Croácia, a região e a Europa", elogiaram, em um comunicado conjunto.

    Leia tudo sobre: CroáciareferendoUnião Europeia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG