Croácia comemora decisão da CIJ no dia em que relembra as vítimas de Vukovar

Zagreb, 18 nov (EFE).- A Croácia lembrou hoje as vítimas de Vukovar, o enclave croata que há 17 anos caiu em mãos sérvias durante a guerra na ex-Iugoslávia, no mesmo dia em que a Corte Internacional de Justiça (CIJ) de Haia se declarou competente para tramitar a denúncia de Zagreb contra Belgrado por genocídio.

EFE |

"Para nós esta decisão era esperada, considerando tudo o que passou. É simbólico, no sentido da Justiça, que tenhamos recebido esta notícia justo hoje e aqui, enquanto lembramos as vítimas de Vukovar e o heroísmo dos que o defenderam", comentou o presidente da Croácia, Stjepan Mesic.

O ministro da Justiça da Croácia, Ivan Simonovic, afirmou hoje em Haia que a decisão da CIJ é "realmente um sucesso jurídico croata, mas se trata apenas da primeira parte", na esperança de que o tribunal também decida a favor de Zagreb.

No ano passado o mesmo tribunal livrou a Sérvia da responsabilidade de genocídio em um processo por uma denúncia similar da Bósnia.

Em julho de 1999 a Croácia denunciou a Sérvia por ter violado a Convenção para a Prevenção e Repressão do Crime de Genocídio entre 1991 e 1995, período de guerras no território da antiga Iugoslávia.

A Sérvia negou a competência da CIJ para julgar a denúncia da Croácia e anunciou que, caso não seja livrada da acusação, apresentará uma contra denúncia a Zagreb pelas vítimas sérvias na guerra. EFE vb/ab

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG