Crítico do Taleban, jornalista afegão é morto no Paquistão

JAMRUD, Paquistão (Reuters) - Um jornalistas afegão conhecido pelas suas críticas ao Taleban foi morto a tiros enquanto viajava de ônibus pela região paquistanesa de Khyber nesta segunda-feira, informou uma autoridade do governo do Paquistão. Janullah Hashimzada era chefe de redação no Paquistão do canal de TV afegão Shamshad e viajava ao Afeganistão quando foi morto.

Reuters |

"Atiradores em um Toyota Corolla interceptaram o ônibus e o fizeram parar, então entraram e atiraram nele", disse à Reuters Rehan Khattak, funcionário do governo em Jamrud, a maior cidade da região de Khyber.

Um passageiro ficou ferido, segundo Khattak. Ele negou-se a dizer quem poderia estar por trás do ataque.

Segundo jornalistas em Peshawar, capital da Província da Fronteira do Noroeste, onde Hashimzada trabalhava, disse que ele era um crítico eloqüente a insurinsurgênciaência do Taleban no Afeganistão.

"Isso é simplesmente uma morte encomendada", disse Shamim Shahid, presidente da associação de jornalistas em Peshawar, em declarações ao Instituto Internacional da Imprensa, organização sediada em Viena.

"Ele tinha muita informação sobre os militantes, o Taleban e os serviços de inteligência", acrescentou Shahid.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG