Cristina Kirchner vê oportunidade perdida da A. Latina com Obama

BUENOS AIRES (Reuters) - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, considera que há na América Latina uma sensação de oportunidades perdidas com relação ao governo de Barack Obama nos Estados Unidos. A declaração ocorre a poucos dias de um encontro dela com a secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, previsto para segunda-feira em Montevidéu, onde ambas assistem à posse do presidente uruguaio, José Mujica.

Reuters |

"Devo dizer que há uma sensação em toda a região de oportunidades perdidas. Ninguém esperava um príncipe em um corcel branco. Esperávamos, sim, um realismo (...) que conhecesse o que acontece na América Latina e as necessidades que (os EUA) tinham e têm de uma política diferente na região", disse Cristina em declarações transmitidas na quinta-feira pela CNN.

Na opinião dela, o golpe de Estado de 2009 em Honduras afetou as expectativas dos líderes da região a respeito do governo Obama. Os EUA inicialmente condenaram o golpe, mas, ao contrário de Argentina, Brasil e outros países, depois acabaram reconhecendo as eleições promovidas pelo governo de facto.

"Estou convencida de que uma postura diferente dos Estados Unidos teria podido levar a resultados diferentes. Acho que foi um golpe duro para a região e para as expectativas que muitos havíamos tido com o presidente Obama."

(Reportagem de Juliana Castilla e Diego Oré)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG