Espaço destinado à divulgação das novidades na Casa Rosada soma-se a redes sociais utilizadas pela presidente argentina

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, redobrou o uso das redes sociais para divulgar suas políticas de governo ao estrear nesta terça-feira seu próprio canal no YouTube, que se soma à conta que a presidente já possui no Twitter, onde frequentemente causa polêmica com a oposição.

Presidente argentina utiliza com frequências ferramentas como o Twitter
Reprodução
Presidente argentina utiliza com frequências ferramentas como o Twitter
Em um breve vídeo de apresentação no link www.youtube.com/casarosada , Kirchner agradece "a possibilidade de utilizar as redes sociais que se transformaram em uma poderosa ferramenta de comunicação".

"O novo espaço do governo "servirá para contarmos as coisas que nos parecem importantes, de interesse geral para o país e o mundo", afirmou a presidente na mensagem inaugural do site.

Cristina apela habitualmente ao Twitter para causar fazer comentários em tom irônico sobre políticos opositores e sobre os principais meios de comunicação da Argentina com os quais está em disputa, e fala inclusive sobre questões de política internacional.

"Resumo: Piratas para sempre?", foi a primeira de uma série de recentes mensagens de Cristina pelo Twitter em repúdio às manobras militares que a Grã-Bretanha realizava nas Ilhas Malvinas, cuja soberania é reivindicada pela Argentina.

Vários de seus ministros também utilizam essa rede social com frequência, particularmente o chanceler Héctor Timerman, a quem o mundo virtual batizou de "Twitterman".

    Leia tudo sobre: youtube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.