Cristina Kirchner diz que neoliberalismo prejudicou América Latina

BRASÍLIA - A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, afirmou neste sábado no Brasil que a América Latina está começando a renascer, após o dano do neoliberalismo na região.

EFE |

"O neoliberalismo causou uma enorme tragédia" e agora a América Latina está "em uma etapa de fundação", disse Cristina em um ato realizado nos arredores da cidade de Recife, onde iniciou hoje uma visita de três dias ao país.

Cristina presidiu a inauguração de uma fábrica de moinhos para a geração de energia eólica do grupo argentino Industrias Metalúrgicas Pescarmona S.A. (Impsa), e destacou esta iniciativa como um exemplo do que deve ser a integração.

A presidente argentina sustentou que a América Latina é hoje uma região "democrática, livre e sem restrições" e afirmou que "a integração não é uma opção", mas o "único caminho possível para remontar uma história de decepções e fantasmas".

Depois do ato de inauguração da fábrica, a presidente argentina viajou para Brasília, onde amanhã assistirá a um desfile cívico-militar de celebração dos 186 anos da Independência do Brasil, para o qual foi convidada especialmente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segunda-feira, Cristina fará sua primeira visita de Estado ao país desde que assumiu o poder, em dezembro do ano passado, e depois retornará a Buenos Aires.

Leia mais sobre: América Latina

    Leia tudo sobre: américa latinacristina kirchner

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG