Cristina Kirchner abre Cúpula da Unasul

Campana (Argentina), 4 mai (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, abriu hoje, em um hotel nos arredores de Buenos Aires, a cúpula da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), que conta com a presença de oito dos 12 líderes dos países-membros da entidade.

EFE |

Campana (Argentina), 4 mai (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, abriu hoje, em um hotel nos arredores de Buenos Aires, a cúpula da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), que conta com a presença de oito dos 12 líderes dos países-membros da entidade. O tema central da cúpula é a escolha do secretário-geral da Unasul, cargo para o qual foi formalmente proposto o ex-presidente da Argentina Néstor Kichner (2003-2007), marido da atual presidente. Entre outros assuntos, os líderes discutirão também a relação do bloco com Honduras, o diálogo com Washington e a nova lei migratória do estado americano do Arizona. Após o discurso de abertura de Cristina Kirchner, assumiu a palavra o líder do Equador, Rafael Correa, presidente provisório da Unasul. Ele motivou seus colegas a serem "executivos" e avançar na agenda prevista e, imediatamente, deu início às discussões sobre a nomeação do secretário-geral. Estão presentes nesta cúpula extraordinária da Unasul líderes de oito dos 12 países-membros do bloco. Entre as grandes ausências figuram os líderes da Colômbia, Álvaro Uribe, e do Peru, Alan García. EFE ms/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG