Cristina critica libertação de repressores da ditadura argentina

Buenos Aires, 18 dez (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, classificou hoje como uma vergonha a decisão da Justiça de seu país de libertar 11 repressores da última ditadura militar (1976-1983), entre eles o ex-oficial da Marinha Alfredo Astiz, conhecido como o Anjo Louro da Morte.

EFE |

Horas após o anúncio da decisão, em um ato na Escola de Mecânica da Marinha (Esma), onde Astiz atuava nos "anos de chumbo", Cristina declarou que a resolução da Câmara Nacional de Cassação Penal é "difícil de entender" e "produto de certa perversidade" do sistema judiciário.

"Hoje, deveria ser um dia de paz e de serenidade. Mas, mais uma vez, a Justiça ordenou a liberdade de pessoas acusadas de violações dos direitos humanos. Esta decisão envergonha os argentinos, nosso sistema judiciário e a humanidade", afirmou.

A presidente argentina, que disse não acreditar "em casualidades, mas em mensagens muito fáceis de decifrar", frisou que a decisão da Justiça "atenta contra a humanidade".

Cristina também declarou que "há limites" a serem respeitados, "como a dignidade das instituições e da República perante a humanidade e o resto das nações".

"Um dos libertados", disse em relação a Astiz, "foi condenado na França e sua captura é requerida internacionalmente. No entanto, nosso sistema o libertou. Para que não fiquem dúvidas: se alguém acha que assim está enviando mensagens, que vai mudar o desejo da sociedade ou que me amedrontará porque sou mulher, esqueça".

Além do conhecido "Anjo Louro da Morte", a Câmara Nacional de Cassação Penal beneficiou os repressores Jorge Acosta, Juan Carlos Rolón, Raúl Scheller, Antonio Pernías, Jorge Rádice, Ernesto Weber, Víctor Cardo, Alberto González, Raúl González e Néstor Savio.

Todos eles estão processados por crimes cometidos na Esma, onde funcionou o maior centro clandestino de detenção durante a mais recente ditadura argentina. EFE cw/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG