Cristina agradece apoio latino-americano em questão das Malvinas

Playa del Carmen (México), 22 fev (EFE).- A presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, agradeceu hoje o apoio latino-americano ao seu país no conflito aberto com o Reino Unido pela exploração de petróleo nas ilhas Malvinas e assegurou que recorrerá apenas ao direito internacional para resolvê-lo.

EFE |

"Acho que o importante é ter conseguido um apoio muito forte à legitimidade de nossas reivindicações e fundamentalmente também ao que é a nova atividade petrolífera", disse Cristina a jornalistas durante um recesso da Cúpula da Unidade da América Latina e do Caribe, no México.

A Argentina disputa a soberania das ilhas Malvinas (ilhas Falklands) com o Reino Unido desde 1833, mas o conflito, que chegou a provocar uma guerra entre os dois países em 1982, ganhou um novo impulso com o começo hoje de operações de exploração de hidrocarbonetos nas águas do arquipélago por uma empresa britânica.

Cristina descartou a tomada de medidas de força como "bloqueios" contra as Malvinas por parte de seu país, mas assegurou que aplicará "toda a normativa vigente" e o "ordenamento legal".

"Acho que essa é a única maneira possível de resolver os conflitos", acrescentou a presidente, que assinou neste mês um decreto para a implantação de controles ao tráfego marítimo com as ilhas.

A presidente argentina afirmou que seu país "não vai adotar nenhuma medida que não esteja dentro do direito internacional e do próprio direito interno vigente".

O presidente do México, Felipe Calderón, anunciou que os participantes da cúpula assinarão uma declaração de apoio à Argentina.

Durante seu discurso hoje na reunião conjunta do Grupo do Rio e da segunda Cúpula da América Latina e do Caribe sobre Integração e Desenvolvimento, Cristina disse que "é muito importante ter conseguido este apoio, mas mais importante vai ser conseguir fazer com que as grandes potências - neste caso, as que têm assento permanente no Conselho de Segurança (da ONU) - mudem de atitude".

EFE jlp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG