Cristãos que tinham sido seqüestrados no noroeste paquistanês são libertados

Islamabad, 22 jun (EFE).- Dezesseis pessoas pertencentes à minoria cristã do Paquistão, que foram seqüestradas ontem à noite por um grupo de homens armados, foram liberadas hoje no noroeste do país, informou o jornal local The News.

EFE |

Os seqüestrados iam para uma celebração religiosa quando foram atacados e tomados como reféns na região de Banaras Abad, em Peshawar, capital da Província da Fronteira Noroeste.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousef Raza Guilani, condenou hoje o fato e assegurou que os responsáveis receberão "um castigo exemplar" em uma sessão do Parlamento nacional, segundo a agência estatal "APP".

Guilani acrescentou que o Partido Popular do Paquistão (PPP), legenda à qual pertence, sempre se preocupou com os "direitos das minorias".

Além disso, disse que um cidadão muçulmano, que foi seqüestrado junto com os 16 cristãos, continua desaparecido e que as autoridades estão efetuando uma intensa operação de busca.

Além disso, o chefe do Governo assegurou que o Executivo cumprirá com seu compromisso de garantir cadeiras às minorias do país no Senado. EFE igb-mb/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG