Crise provoca redução das emissões de gases do efeito estufa

LONDRES - As emissões de gases que provocam o efeito estufa registraram queda em consequência da recessão econômica, dando ao mundo uma oportunidade de interromper o crescimento baseado nas energias fósseis, destaca um relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) publicado pelo jornal britânico Financial Times.

Redação com agências internacionais |

A redução das emissões de CO2 registrada em 2008 é a maior dos últimos 40 anos e supera a obtida com a crise de 1981, segundo um resumo do informe, que deve ser oficialmente divulgado pela AIE em novembro.

"Temos uma nova situação, com modificações da demanda energética e o adiamento de vários investimentos em energia", declarou ao jornal o economista chefe da AIE, Fatih Birol.

"Isto só pode ter sentido se aproveitarmos esta oportunidade única com um acordo em Copenhague", completou, a respeito da conferência internacional sobre o clima de 7 a 18 de dezembro.

A reunião tem por objetivo concluir um acordo que deve entrar em vigor com a expiração do Protocolo de Kioto, em janeiro de 2013, para limitar a emissão de gases que provocam o efeito estufa, responsáveis pelo aquecimento global.

"Esperamos que um acordo em Copenhague abra o caminho para novos investimentos sustentáveis. Se deixarmos passar esta oportunidade, será muito mais caro levar o mundo ao caminho de uma energia sustentável e, portanto, mais difícil", concluiu Birol.

* Com AFP

Leia mais sobre emissão de poluentes

    Leia tudo sobre: emissão de poluentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG