Crise não afetará construção primeira usina nuclear iraniano, segundo Moscou

Moscou, 24 jun (EFE).- A Rosatom, agência atômica russa, assegurou hoje que a atual crise política iraniana não afetará os prazos de construção da primeira usina nuclear nesse país, na cidade de Bushehr.

EFE |

Um porta-voz da Rosatom informou às agências russas que a usina atômica de Bushehr, que é construída por engenheiros russos, "vai bem, segundo o calendário previsto".

"Partimos do pressuposto de que a usina entrará em funcionamento antes do final do ano", relatou o porta-voz.

A Rosatom anunciou no começo de 2009 que assinaria em breve com o Irã um novo contrato de provisão de combustível nuclear válido por dez anos.

Apesar de críticas procedentes de países do Ocidente, os quais suspeitam que Teerã esconde um programa nuclear militar, nos últimos anos, a Rússia forneceu ao Irã combustível nuclear com destino a Bushehr.

A usina, que terá capacidade para gerar mil megawatts de potência, está sendo erguida às margens do Golfo Pérsico. EFE io/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG