Crise financeira mundial ameaça a luta contra a Aids

A crise financeira mundial poderá destruir anos de progressos na luta contra a propagação da Aids e o tratamento dos doentes, advertiu nesta segunda-feira Michel Kazachkin, diretor executivo do Fundo Monetário de Luta contra Aids, Tuberculose e Malária.

AFP |

"É evidente que a crise financeira está afetando os países ricos, e eu estou muito preocupado a respeito de sua capacidade para cumprir com os compromissos em termos de ajuda ao desenvolvimento", afirmou Kazachkin em entrevista à AFP à margem de uma conferência em Bangcoc.

"Se não houver apoio aos esforços, perderemos muitos dos êxitos obtidos durante os últimos seis a oito anos", advertiu.

Esta advertência acontece pouco depois de um apelo do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon para que os doadores mantenham suas contribuições ao Fundo Mundial, apesar das dificuldades econômicas deste ano.

Este Fundo poderá registrar um déficit orçamentário de quatro bilhões de dólares para o período 2008-2010.

dk/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG