Crise e clima devem centrar reunião entre UE e Grupo do Rio

Bruxelas, 11 mai (EFE).- A crise econômica e a mudança climática serão os pontos de destaque da reunião ministerial que a União Europeia (UE) e o Grupo do Rio realizarão em Praga esta semana, como foi anunciado hoje.

EFE |

A 14ª reunião ministerial UE-Grupo do Rio acontecerá na próxima quarta-feira, e nela serão analisados os efeitos da crise econômica e financeira, assim como um modelo sustentável para a luta contra a mudança climática e uma melhorar na segurança energética.

Na reunião também se discutirá a iniciativa da Comissão Europeia (órgão executivo da UE) para criar um mecanismo de financiamento de modo a promover a interconectividade da região latino-americana, a fim de estimular a integração regional e lutar contra a crise.

Na quinta-feira, a UE realizará reuniões com México, Chile, América Central e Mercosul, nas quais serão repassadas as relações bilaterais entre o bloco europeu e cada um dos países ou grupos.

A UE será representada pelo chanceler da República Tcheca, Jan Kohout, e pela comissária europeia de Relações Exteriores, Benita Ferrero-Waldner, enquanto o Grupo do Rio será liderado pela chefe da diplomacia mexicana, Patricia Espinosa.

Ferrero-Waldner ressaltou, em comunicado, "a solidez de nosso compromisso com a região" latino-americana e disse que a reunião de Praga "será o momento de celebrar o décimo aniversário da estreita associação que existe entre as regiões".

A comissária destacou as boas perspectivas para concluir as negociações para um acordo de associação com a América Central, o estabelecimento de associações estratégicas com Brasil e México e a manutenção de diálogos em questões como coesão social, mudança climática e meio ambiente. EFE rcf/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG