Crimes financeiros custaram 4,1 bilhões de euros à Alemanha em 2007

Berlim, 13 nov (EFE).- O Escritório de Investigação Criminal alemão (BKA) registrou em 2007 um total de 88 mil crimes financeiros, que causaram prejuízos de 4,1 bilhões de euros no país, informou hoje o presidente da entidade, Jörg Ziercke.

EFE |

As perdas provocadas por esse tipo de delitos representam a metade dos danos derivados de toda a atividade criminal na Alemanha.

Segundo Ziercke, a atual crise financeira internacional está gerando "novos e complexos desafios" para os investigadores, especialmente dada a rapidez com que se efetuam as operações do mercado.

Ele referiu-se às dificuldades que enfrenta o BKA para investigar os crimes de lucro ilegal quando se trata de casos internacionais e defendeu uma maior colaboração com o organismo supervisor dos mercados financeiros alemães (BaFin).

Segundo afirmou, ambas as entidades, conjuntamente, podem descobrir "crimes complicados" como as manipulações do mercado e o abuso de informação privilegiada.

Devido à grande quantidade de dados que se processam, Ziercke reivindicou mais especialistas e sistemas informáticos "inteligentes" para a equipe do BKA.

Ele apontou a dificuldade que representa diferenciar o "risco normal" da atividade empresarial dos "comportamentos criminosos".

EFE nvm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG