Crime organizado nos EUA tem interesse na pirataria de filmes

As organizações criminosas dos Estados Unidos têm um interesse cada vez maior pela pirataria de filmes, uma atividade lucrativa e com riscos administráveis, revela um relatório da RAND Corporation.

AFP |

De acordo com o documento, as organizações ligadas à máfia ou a grupos criminosos adicionaram a pirataria a sua gama de atividades, ao lado do tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, extorsão e tráfico de seres humanos.

"Levando em consideração os lucros enormes, não é surpreendente que o crime organizado invista na pirataria de filmes", afirma no relatório o principal investigador da RAND, Greg Treverton.

Ele adverte que o dinheiro, ou parte do mesmo, pode parar nas mãos de organizações terroristas que usariam a pirataria como forma de obter recursos.

De acordo com a RAND, a pirtataria de filmes é, às vezes, tão lucrativa quanto o tráfico de drogas: um DVD pirata pode custar 70 centavos de dólar na Malásia e depois ser vendido por 10 vezes mais nas ruas de Londres.

O informe foi elaborado com o apoio do lobby dos estúdios de Hollywood, a MPAA, e teve como base as investigações de quase 120 organizações em mais de 20 países.

rcw/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG