bárbaro de Goiânia é destaque na imprensa britânica - Mundo - iG" /

Crime bárbaro de Goiânia é destaque na imprensa britânica

O julgamento de Mohammed DAli Carvalho dos Santos, condenado a 21 anos de prisão pelo assassinato da britânica Cara Marie Burke em Goiânia, no ano passado, foi destaque na imprensa britânica nesta sexta-feira. No ano passado, o jovem assassinou a ex-namorada a facadas e esquartejou o corpo, que jogou em dois rios de Goiânia, num crime descrito como bárbaro pela promotoria.

BBC Brasil |

O diário britânico The Guardian destaca o histórico de violência e uso de drogas do réu, e a morte de seu pai, quando ele tinha apenas dois anos de idade.

O pai do jovem, que era policial, foi morto de forma violenta e o corpo dele encontrado sem as pernas, os olhos e os órgãos genitais.

O Guardian ainda destaca uma entrevista dada por Mohammed D'Ali Carvalho dos Santos ao jornal pouco depois de ter cometido o assassinato, em que ele dizia não se lembrar de ter cometido o crime, mas admitiu ter "lembranças de tê-la cortado".

"Ele atribuiu suas ações ao vício de drogas que, segundo ele, foi adquirido quando ele morava em Londres com sua mãe. Ele disse que começou a usar crack em festas ilegais em Londres, em 2007", diz o Guardian.

O julgamento também foi notícia no diário britânico The Times, que destaca as fotografias do corpo da vítima tiradas pelo réu.

"Santos falou sem emoção em resposta às perguntas do promotor, rindo quando o juiz pediu que ele descrevesse em inglês a conversa que teve com Burke pouco antes de assassiná-la", diz o jornal.

Vários jornais destacaram também o argumento usado pela promotoria de que o crime teria sido motivado pela recusa da vítima em se casar com o réu, que queria obter um visto para poder viver na Grã-Bretanha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG