Crianças são metade dos 42 milhões de refugiados do mundo, diz Unicef

BERLIM - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef, na sigla em inglês) informou nesta quinta-feira que a metade dos 42 milhões de refugiados no mundo é formada por crianças ou adolescentes.

EFE |

Em lembrança ao Dia Mundial do Refugiado, no próximo sábado, a divisão alemã do Unicef apresentou seu relatório anual de 2008 e denunciou a "situação catastrófica" no leste da República Democrática do Congo (RDC), onde o conflito armado obrigou um milhão de pessoas a deixar seus lares.

"Enquanto a atenção da opinião pública se concentra principalmente na crise financeira, existe o risco de a dor das crianças que vivem em países em crise como a República Democrática do Congo, Sudão, Paquistão ou Sri Lanka cair no esquecimento", afirmou o presidente do Unicef Alemanha, Jürgen Heraeus.

Sobre a situação no leste da RDC, a organização denunciou que mais de 8 mil crianças-soldado participam do conflito em uma região assolada "pela fome, sequestros, abusos sexuais, trabalho forçado e ataques a escolas e hospitais".

Nesta área em conflito, o Fundo das Nações Unidas para a Infância emprestou material sanitário a 3,5 milhões de pessoas e forneceu material escolar a 600 mil crianças.

Segundo estimativas do Unicef, cerca de 56 exércitos e milícias no mundo todo ignoram a proibição de usar menores de 18 anos na luta armada.

Em 2008 a Unicef Alemanha recebeu 72,5 milhões de euros em doações, 23,5% a menos que em 2007. O valor coloca a instituição no segundo posto da lista dos 36 comitês nacionais da organização, atrás apenas do Japão.

Leia também:


Leia mais sobre refugiados

    Leia tudo sobre: refugiados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG