Crianças exigem que Obama acelere aprovação de reforma migratória

Miami, 17 jun (EFE).- Crianças americanas filhas de pais deportados exigiram hoje que o presidente de Estados Unidos, Barack Obama, inicie a discussão de uma reforma migratória integral.

EFE |

Com bandeiras americanas e um cartaz com a frase "Não me deixe só", em espanhol e inglês, mais de 50 crianças, em representação a outras 400 do condado de Miami-Dade, pediram a intervenção imediata de Obama no tema migratório.

"Presidente, mantenha sua promessa, interrompa as batidas e as deportações. Não me deixe só, quero minha família de volta. Proteja meus direitos de cidadão", dizia mensagem lida por várias das crianças.

Durante a manifestação, uma argentina que não quis ser identificada disse que teme sair para passear com seus três filhos, dois argentinos e uma menina americana, por causa das constantes operações do Escritório de Imigração e Alfândegas (ICE).

Nora Sándigo, diretora-executiva da Fraternidade Americana e organizadora da manifestação, disse que várias das crianças "carecem de tudo" e até sofrem problemas emocionais.

"Estava marcada para hoje uma reunião entre o presidente e congressistas democratas e republicanos (para tratar a reforma), mas ela não aconteceu. Isso nos traz muita preocupação, porque o tema de imigração parece ter cada vez menos importância", disse a ativista.

EFE sob/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG