Crianças buscam em bairro arrasado pais desaparecidos no tsunami

Bairro da cidade de Rikuzentakata foi totalmente devastado. Crianças têm dificuldade de achar os locais de suas casas

BBC Brasil |

selo

Rikuzentakata tinha 26 mil habitantes. Hoje, depois do terremoto e do tsunami que varreram a cidade japonesa do mapa, dezenas de crianças buscam os pais desaparecidos. Na mesma cidade, bombeiros foram arrastados ao tentar fechar comportas durante tsunami .

Na hora do tremor de magnitude 9, a maioria das crianças estavam nas escolas, construídas no alto como proteção contra tsunamis, e por isso sobreviveram. Como todos os pontos de referência foram destruídos, até descobrir onde ficava a sua casa é difícil para Takuma Wagasumi, de 12 anos.

A irmã, Sayaka, de 10 anos, encontrou a mochila que usava para ir à praia com o pai.

"Gostava de ir com o pai brincar no mar. Senti medo quando o tsunami passou, mas ainda assim gosto de morar perto do mar", disse à BBC.

O pai das crianças continua desaparecido.

Ele trabalhava orientando os moradores a deixar o local com segurança enquanto sua mulher e seus filhos fugiam do tsunami.

Quinhentos corpos já foram encontrados até o momento, mas não o do pai dos garotos.

Uma escola da cidade foi transformada em centro de refugiados e está cheia de órfãos.

Para Takuma e Sayaka e dezenas de outras crianças, a escola se tornou um triste lar temporário.

    Leia tudo sobre: japãoterremototsunami

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG