Papa deve falar sobre escândalos da igreja em viagem http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/04/14/seguranca_maxima_para_a_visita_do_papa_aos_estados_unidos_1271235.htmlSegurança máxima para visita do papa aos Estados Unidos Blog do Tiago Dória: http://www.tiagodoria.ig.com.br/2008/04/11/papa-no-youtube-irrita-igreja-catolica/Papa no YouTube irrita Igreja Católica NYT: http://ultimosegundo.ig.com.br/new_york_times/2008/04/14/situacao_da_igreja_preocupa_catolicos_nos_eua_1270904.htmlSituação da igreja preocupa católicos nos EUA" / Papa deve falar sobre escândalos da igreja em viagem http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/04/14/seguranca_maxima_para_a_visita_do_papa_aos_estados_unidos_1271235.htmlSegurança máxima para visita do papa aos Estados Unidos Blog do Tiago Dória: http://www.tiagodoria.ig.com.br/2008/04/11/papa-no-youtube-irrita-igreja-catolica/Papa no YouTube irrita Igreja Católica NYT: http://ultimosegundo.ig.com.br/new_york_times/2008/04/14/situacao_da_igreja_preocupa_catolicos_nos_eua_1270904.htmlSituação da igreja preocupa católicos nos EUA" /

Crianças americanas pedem que Bento 16 ajude seus pais deportados

LOS ANGELES - Um grupo de crianças de Los Angeles, cidadãs americanas, escreveu cartas ao papa Bento 16 para pedir que interceda por seus pais deportados ou em risco de deportação. http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2008/04/14/papa_deve_falar_sobre_escandalos_da_igreja_em_viagem_aos_eua_1271503.htmlPapa deve falar sobre escândalos da igreja em viagem http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/04/14/seguranca_maxima_para_a_visita_do_papa_aos_estados_unidos_1271235.htmlSegurança máxima para visita do papa aos Estados Unidos Blog do Tiago Dória: http://www.tiagodoria.ig.com.br/2008/04/11/papa-no-youtube-irrita-igreja-catolica/Papa no YouTube irrita Igreja Católica NYT: http://ultimosegundo.ig.com.br/new_york_times/2008/04/14/situacao_da_igreja_preocupa_catolicos_nos_eua_1270904.htmlSituação da igreja preocupa católicos nos EUA

EFE |

Clique aqui e veja o infográfico sobre a viagem do papa aos EUA

Valentina, Ángel e Cecilia Vargas, Yesenia Rangel e Yolanda Méndez, os signatários das cartas, adotaram simbolicamente seus respectivos pais para evitar que sejam expulsos dos Estados Unidos, mediante um programa conhecido como "Adóptame", que é uma iniciativa da Coalizão Latino-Americana Internacional (CLI).

O que as crianças buscam é que o papa, que iniciará amanhã uma visita aos Estados Unidos, ajude para que o Congresso emita uma lei que livre os imigrantes ilegais com filhos americanos da deportação.

"Sua Santidade, por favor, entregue esta mensagem ao presidente (americano) George W. Bush, nesta carta quero afirmar que estou trabalhando com o programa 'Adóptame' para que seja considerado pelo Congresso dos Estados Unidos e se transforme em lei", acrescentou Yesenia em sua carta.

Segundo cálculos da CLI, há cerca de 4 milhões de crianças nascidas nos Estados Unidos cujos pais são imigrantes ilegais que foram deportados pelas autoridades, ou estão na prisão esperando a definição de seu processo, ou vivem diariamente com medo de uma detenção e conseqüente deportação.

"Estamos pedindo que sejam respeitados os direitos humanos destes 4 milhões de crianças cidadãs americanas, cujas famílias foram rompidas ou estão em risco de ser, pela deportação de algum de seus pais", afirmou à Agência Efe Oswaldo Cabrera, diretor-executivo da CLI.

No caso de Yolanda Méndez, a carta de adoção de seu pai foi uma ajuda para que seja permitido que continue com seu processo de nacionalização, que já está bastante avançado, disse Cabrera.

O pai de Yesenia Rangel foi libertado por um juiz, "em parte por ver a decidida intenção da menina de adotar seu pai e as certificações profissionais sobre os efeitos psicológicos negativos que as crianças tinham sofrido, especialmente Bulmaro, seu irmão de 6 anos".

No entanto, o caso da família Vargas foi diferente, explicou o ativista. Cecilia chorava enquanto escrevia a carta e dizia não entender por que a separavam de seus pais, "somente porque eles são mexicanos".

As cartas serão entregues ao pontífice com o apoio da rede de televisão "Univisión", que fará um programa especial, e Cabrera espera ter uma resposta nas próximas semanas.

Valentina Vargas pediu "a todas as crianças nos Estados Unidos cujos pais sejam imigrantes ilegais para que os adotem e não permitam que as famílias sejam separadas".

Em 2003, o Serviço de Imigração e Alfândegas (ICE, em inglês) estabeleceu as Equipes de Operações contra Fugitivos a fim de prender e deportar as pessoas que não tinham cumprido uma ordem de abandonar o país.

Segundo números do ICE, em 2007, através do programa, foram detidos mais de 30 mil fugitivos, quase o dobro do número de 2006.

Pompa nos EUA

Bento 16 é o terceiro papa a visitar os Estados Unidos, onde os católicos representam 22,6% da população. Antes dele, o papa Paulo 6° esteve em território americano em uma ocasião. João Paulo 2° foi sete vezes ao país.

Ao lado da Polônia, os Estados Unidos é o país que mais recebeu visitas de pontífices: nove.

Bento 16 será recebido com grande pompa pelo presidente americano, George W. Bush nesta terça-feira, no primeiro dia da viagem oficial.

Bush receberá o papa pessoalmente na Base Aérea Andrews. O deslocamento de Bush até à base é uma exceção ao protocolo, já que normalmente o americano recebe os hóspedes apenas na Casa Branca.

"Quero render homenagem às suas convicções", disse Bush, em referência às idéias de Bento 16 sobre o relativismo moral, em entrevista à TV católica americana EWTN.

"Concordo com ele que existe o certo e o errado na vida e que o relativismo moral representa um perigo para uma sociedade baseada na esperança e na liberdade."

(*Com informações da agência Efe e BBC)


Leia mais sobre: imigração ilegal - EUA

    Leia tudo sobre: papa bento 16

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG