BERLIM (Reuters) - Três crianças alemãs, abandonadas em uma pizzaria na Itália no fim de semana, voltarão ao seu país natal enquanto as buscas pela sua mãe e namorado continuam, informaram as autoridades nesta quinta-feira. Funcionários do restaurante em Aosta, noroeste da Itália, informaram a polícia quando viram as crianças -- dois meninos de 10 meses e 6 anos, e uma menina de 5 anos -- que foram deixadas em uma mesa após a mãe e o namorado terem saído e não terem voltado mais.

Um porta-voz da polícia da cidade alemã Olpe, no oeste do país, disse que as crianças, atualmente sob a guarda do serviço social italiano, estão prontas para voltar para casa na Alemanha nesta quinta-feira, onde ficarão com a avó.

"Eu acredito que o corpo de funcionários do serviço de assistência social aos jovens já está na Itália para buscá-los", ele disse. "Nós teremos que ver se estão de fato hoje, mas este é o procedimento."

O acontecimento com as crianças chamou a atenção da mídia do mundo todo. Um jornal austríaco comparou os eventos com um "conto de fadas das trevas dos Irmãos Grimm".

A mídia italiana disse que a polícia busca pelo vale Aosta o casal sumido, que foi identificado pelos seus pertences como Ina Caterina Remhof, de 26 anos, e Sascha Schmidt, de 23 anos, vindos de Finnentrop, no oeste da Alemanha.

Promotores públicos próximos de Siegen disseram que Schmidt cumpria condicional por crimes incluindo roubo e extorsão, e que fugiu da prisão no início de abril.

"Há uma preocupação no momento de que a mãe e seu companheiro possam começar a sentir que eles estão em uma situação de desespero e acabar agindo irracionalmente", disseram em um comunicado.

A polícia italiana disse que o casal tem um histórico de dependência de drogas e problemas financeiros, e que viaja sem bagagem, após o carro deles ter sido encontrado próximo do restaurante.

(Reportagem de Dave Graham)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.