Phoenix (EUA.), 10 nov (EFE).

- Uma criança de oito anos que enfrenta duas acusações de homicídio pela morte de seu pai e de um amigo dele em um pequeno povoado do Arizona, nos Estados Unidos, compareceu hoje perante um juiz.

A promotoria do condado Apache disse à Agência Efe que durante a apresentação inicial do menor na corte foi emitida uma ordem que proíbe essa dependência de dar qualquer tipo de informação sobre o caso.

A criança foi detida como suposta responsável pelo assassinato de seu pai, Vicent Romero, de 29 anos, e um amigo dele, Timothy Romans, de 39, que aparentemente vivia com eles na mesma casa.

As autoridades ainda averiguam as causas que levaram o menor a disparar uma espingarda calibre 22 contra os dois homens e não descartam um possível abuso infantil.

"É um caso sem precedentes, vamos acusar uma criança de oito anos de duplo homicídio", disse o chefe de Polícia Roy Melnick a um jornal local.

Enquanto se decide o futuro legal da criança, centenas de pessoas foram hoje ao funeral do pai.

Na sexta-feira passada, um juiz ordenou uma avaliação psicológica do menor, que atualmente está em um centro de detenção juvenil.

Os assassinatos consternaram o pequeno povoado de St. Johns, de apenas 4.000 habitantes. EFE ml/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.