Criança brasileira é atropelada e fica em coma nos EUA

FALL RIVER - A brasileira Tainá Cechinel, de 12 anos, atropelada na cidade de Fall River, Massachusetts, voltou a falar nesta sexta-feira após sair de um coma induzido, informou ao jornal local The Herald News a madrasta da menina, Filomena Cechinel.

Redação |

Tainá foi atropelada no dia 8 de setembro quando atravessava a Bedford Street juntamente com a meia-irmã de 3 anos e uma amiga de escola.

A garota ficou em coma durante os três dias seguidos ao acidente e nesta sexta-feira deixou o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Infantil Hasbo, em Providence. Os tubos de ar também já foram retirados, disse Filomena.

"Foi um período muito trágico", relatou a madrasta. "Até esta sexta-feira, eu estava me fazendo de forte para a mãe e para o pai de Tainá (seu marido)". Tainá teve fratura no crânio e nas pernas e Filomena não soube precisar quando ela será levada a um centro de terapia para se recuperar completamente das fraturas. "A recuperação dela ainda deve levar tempo".

Filomena chamou sua enteada de "heroína" depois que ouviu de testemunhas que Tainá tirou a meia-irmã do caminho do automóvel para que ela não fosse atingida. Yananda Duarte, de três anos, e Jayln Bonanca, 13 e amiga de Tainá, foram tratadas e tiveram alta do hospital no dia do acidente, segundo informações da polícia.

As três foram estavam juntas na hora do acidente, mas Tainá foi atirada a 12 metros de distância devido ao impacto da batida, pouco antes das cinco horas da tarde, horário local.

A motorista, Elizabeth Peixoto, 24 anos, será processada por "dirigir de maneira negligente, com a carteira de motorista vencida e com um carro sem seguro" segundo informa o The Herald News.

Leia mais sobre atropelamento

    Leia tudo sobre: atropelamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG