Criação de empregos centraliza planos de Obama sobre o Estado de União

Washington, 24 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, colocará como ponto central dos planos de seu Governo a criação de empregos durante o discurso sobre o Estado da União que pronunciará na quarta-feira, adiantou hoje seu assessor político David Axelrod.

EFE |

Em declarações hoje à rede de televisão "CNN", o estrategista disse que à Casa Branca "não serve de consolo" o fato do programa de estímulo aprovado no ano passado ter salvado 2 milhões de postos de trabalho, porque milhões perderam suas vagas devido à pior crise econômica em várias décadas.

Atualmente, a taxa de desemprego está em torno 10% nos Estados Unidos.

"A crise econômica está matando a classe média. Trabalham cada vez mais por menos dinheiro", afirmou o assessor presidencial.

"Muitos perderam seus trabalhos. Há uma sensação de insegurança econômica", afirmou Axelrod, quem acrescentou que a Casa Branca planeja fazer "o possível a curto prazo para estimular a criação de postos e impulsionar o crescimento da economia".

Axelrod assegurou que a Administração compartilha a "consternação" da opinião pública com o setor financeiro, que voltou a acumular lucros após a ajuda do Governo no ano passado.

Obama pronunciará seu primeiro discurso sobre o Estado da União no dia 27 de janeiro, como informou na semana passada a Casa Branca.

No discurso sobre o Estado da União diante do Congresso, o presidente informa sobre a situação do país e estabelece as prioridades legislativas e políticas de seu Governo. EFE tb/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG