Cresce sentimento contra judeus e muçulmanos na Europa

O anti-semitismo e o sentimento contra os muçulmanos cresceram nos últimos anos na Europa, revela um estudo americano divulgado nesta quinta-feira.

AFP |

Segundo a sondagem, realizada na Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha, Polônia e Rússia pelo instituto Pew Research Center, o anti-semitismo aumentou em todos estes países, exceto pela Grã-Bretanha.

O crescimento foi "particularmente espetacular na Espanha, onde as opiniões desfavoráveis (aos judeus) dobraram nos últimos três anos, passando de 21% em 2005 para 46% este ano", destaca o Pew Research Center.

A pesquisa revela que mais de um terço dos poloneses e dos russos têm sentimentos anti-semitas, assim como um quarto dos alemães e a quinta parte dos franceses. Apenas na Grã-Bretanha esta rejeição se manteve estável, em 9%.

"Na Europa ocidental, as atitudes negativas em relação aos judeus são mais comuns entre os mais velhos e os menos educados", destaca a pesquisa.

Em relação aos muçulmanos, os sentimentos são ainda mais negativos, com opiniões desfavoráveis da metade dos alemães, quase a metade de poloneses e franceses, um terço dos russos e um quarto dos britânicos.

Na Espanha e Alemanha há uma redução deste sentimento negativo em relação aos muçulmanos a partir de 2006.

Enquanto 60% dos espanhóis tinham sentimentos contra os muçulmanos em 2006, este índice caiu a 52% este ano. Entre os alemães, a queda foi de 54% para 50%.

kdz/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG