Costa Rica confirma 1ª caso de gripe suína

San José, 28 abr (EFE).- As autoridades de saúde da Costa Rica confirmaram hoje que uma mulher de 21 anos se transformou no primeiro caso de gripe suína no país e fizeram uma chamada à população para intensificar as medidas de higiene.

EFE |

A ministra da Saúde costarriquenha, María Luisa Ávila, explicou hoje à imprensa local que a mulher chegou à Costa Rica há três dias procedente do México, país onde se encontra o principal foco da doença.

A ministra disse que os exames feitos na paciente, de nacionalidade costarriquenha, no Instituto de Pesquisa e Ensino em Nutrição e Saúde (Inciensa) deram resultados positivos, mas não indicou em que centro médico ela está internada.

As autoridades costarriquenhas, disse, enviaram uma segunda amostra ao Centro de Controle de Doenças de Atlanta (EUA), para confirmar definitivamente o diagnóstico.

Ávila fez uma chamada à população para que intensifique as medidas de higiene e que vão ao centro médico mais próximo diante de qualquer sintoma de gripe, como febre e dores musculares.

Até o momento, na Costa Rica, foram atendidos outros 21 casos suspeitos de febre suína, todos já descartados.

No país, foram reforçadas todas as medidas de prevenção diante da ameaça sanitária e se trabalha de forma coordenada com os centros médicos e os principais pontos de acesso, como aeroportos e postos da alfândega, onde a maioria dos funcionários trabalha com máscaras cirúrgicas para evitar possíveis contágios.

O sistema de Saúde da Costa Rica conta com 35 mil doses de remédios antivirais, mas estes não serão de venda livre, pois o objetivo é garantir que estejam à disposição dos pacientes caso sejam necessários.

A Caixa Costarriquenha de Seguro Social tem também uma reserva de 370 mil equipamentos de proteção pessoal, como roupas e máscaras, que seriam utilizados caso fosse necessário. EFE dmm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG