Ike - Mundo - iG" /

Costa do Texas começa a sentir efeitos do furacão Ike

Marcelino Benito. Houston (EUA.), 12 set (EFE).

EFE |

- Os efeitos do furacão "Ike", que gera ventos de até 165 km/h e ondas de sete metros, já começaram a ser sentidos em vários pontos do litoral do estado americano do Texas, cuja população foi evacuada antes da chegada do ciclone.

As autoridades informaram que foi feita a evacuação obrigatória das áreas de Galveston e Freeport, cidades que já começaram a sofrer inundações nas regiões mais baixas.

Hoje, o presidente americano, George W. Bush, afirmou que o Governo está supervisionando cuidadosamente a trajetória do furacão, e pediu que a população do Texas escute as autoridades em suas recomendações de evacuação.

A Guarda Costeira confirmou que um navio do Chipre com uma tripulação de 22 marinheiros e que passou por problemas, se encontra na área do furacão e terá que enfrentar a tempestade sem que as autoridades possam ajudar, já que não podem chegar ao navio.

"Ike" mantém sua categoria dois com ventos máximos sustentados de quase 160 km/h, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC), com sede em Miami, e pode subir para a categoria três.

As companhias de petróleo que operam no Golfo do México e na região da baía de Galveston já cancelaram todas as operações, assim como o Porto de Houston.

Às 10h (Brasília), "Ike" estava localizado cerca de 360 quilômetros ao sudeste de Galveston, e se dirigia rumo a oés-noroeste a quase 18 km/h.

A Guarda Nacional do Texas, que comanda as evacuações das áreas litorâneas de Galveston, Freeport, Brazoria-Matagorda e Chambers, quatro dos condados do sul do estado que podem ser mais afetados, disseram que as pessoas responderam à ordem com normalidade.

Não se reproduziu, portanto, a mesma confusão que aconteceu durante a evacuação do furacão "Rita", quando todas as saídas de Houston foram bloqueadas e o caos foi instalado na região.

O prefeito de Houston, Bill White, reconheceu que desta vez tudo foi mais organizado, em parte porque as pessoas seguiram as recomendações.

No Condado de Harris, 250 mil pessoas foram evacuadas. Um quinto delas se registrou para receber assistência de evacuação através do United Way, uma organização que ajuda os menos favorecidos.

O transporte das pessoas evacuadas de ônibus para San Antonio, Dallas e Austin foi realizado com total normalidade e os centros de abrigo já estão funcionando.

Enquanto isso, as companhias elétricas que prestam serviço às áreas pelas quais o furacão deve passar confirmaram que têm tudo pronto para começar imediatamente os trabalhos de reparação dos danos que "Ike" possa causar em sua infra-estrutura.

As autoridades federais prometeram que não vão verificar o status legal das pessoas que foram evacuadas.

No entanto, como já aconteceu nas evacuações dos furacões "Katrina" e "Gustav", muitos imigrantes disseram que não deixariam suas casas, especialmente na área do Vale do Rio Grande.

Ações da patrulha fronteiriça não cumpriram a promessa das autoridades federais e detiveram pessoas sem documentos.

Grupos de defesa dos direitos dos imigrantes ilegais admitiram que existe muita "desconfiança" entre essa população e consideram que partir para outros lugares seria um grave problema.

As autoridades estaduais também vão encontrar um grande número de pessoas céticas perante os avisos de evacuação.

Enquanto isso, o Centro Espacial Johnson, em um plano de emergência, enviou 30 pessoas a um hotel de Austin para seguir todas as atividades que se realizam a bordo da Estação Espacial Internacional.

Parte da missão de controle também será trasferida ao Centro de Vôo Espacial Marshall, em Huntsville, no Alabama.

A Nasa também ordenou que os 22 aviões T-38 que treinam na base aérea de Ellington, próximo a Houston, onde os astronautas são preparados, saíssem com destino à sede de El Paso, no Texas.

Já o escritório do governador do Texas, Rick Perry, informou que todos os sistemas do plano de emergência estavam ativados, incluindo o pessoal da Guarda Nacional, que trabalhará nas áreas mais afetadas pelo furacão, além de 2.650 funcionários do estado. EFE mbj/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG