Corte taiuanesa prolonga prisão de Chen Shui-bian

Taipé, 13 jul (EFE).- O Tribunal de Taipé decidiu hoje prolongar por dois meses a prisão preventiva do ex-presidente taiuanês Chen Shui-bian, detido desde o final de 2008 por um caso de corrupção.

EFE |

Chen, cuja detenção expira em 25 de julho, disse, através de um comunicado de seu escritório antes da decisão, que "não tinha muitas esperanças" de ser libertado, dada à atitude da Justiça e do Governo perante seu caso.

O ex-presidente, acusado junto com a esposa e outros parentes de suborno, lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e outras acusações, se declarou inocente e perseguido pela "China e pelo governante Partido Kuomintang". EFE flp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG