Corte Suprema da Espanha ilegaliza partido basco ANV

Madri, 16 set (EFE).- A Corte Suprema espanhola decidiu hoje pela ilegalização e dissolução do partido Ação Nacionalista Basca (ANV, em espanhol), afirmaram à Agência Efe fontes deste tribunal.

EFE |

A decisão foi adotada após os processos interpostos contra a ANV pelo Governo espanhol e pela Promotoria do Estado ao considerar que este partido está vinculado ao Batasuna, o braço político ilegalizado da organização terrorista ETA.

O Executivo abriu o caminho para a ilegalização do partido em janeiro para evitar que pudesse concorrer às eleições gerais de 9 de março como alternativa ao proibido Batasuna.

A Corte Suprema também deve se pronunciar sobre a eventual ilegalização do Partido Comunista das Terras Bascas (PCTV, em espanhol), também acusado de ser municiado pelo Batasuna.

A ilegalização se baseia na Lei de Partidos Políticos, em vigor na Espanha desde junho de 2002 e que permite a proibição das legendas que apoiarem o terrorismo.

A ANV foi criada em 1930 e inscrita no Registro de Partidos em 1977. Participou da constituição do Herri Batasuna em 1978, da qual se separou em 2001. Apesar de ter se mantido no mesmo espaço político da esquerda independentista basca teve caráter minoritário.

A ETA surgiu há 40 anos no País Basco, com o objetivo de lutar pela independência desta comunidade autônoma da Espanha através das armas. A organização já matou mais de 800 pessoas. EFE nac/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG