Corte nos EUA indicia agentes da Blackwater por homicídios no Iraque

Cinco agentes da empresa de segurança Blackwater, que presta serviços ao governo americano no Iraque, foram acusados nesta segunda-feira pela morte de 14 civis iraquianos em Bagdá no ano passado por uma corte do Estado americano de Utah. Segundo a acusação, eles usaram metralhadoras e lançadores de granadas para atacar 17 civis desarmados.

BBC Brasil |

Eles receberam 14 acusações de homicídio, e também outras de tentativas de homicídio e de violação no regulamento sobre o uso de armamentos.

Os agentes haviam sido contratados para fazer a segurança de diplomatas americanos no Iraque. Segundo a empresa, eles agiram em legítima defesa.

Entretanto, testemunhas afirmam que não houve provocação por parte dos civis antes dos ataques. Entre as vítimas estavam crianças.

Os assassinatos, que aconteceram no dia 16 de setembro de 2007, em Bagdá, se tornaram umas das maiores polêmicas sobre a atuação dos Estados Unidos no Iraque e levantaram questões sobre o papel de empresas privadas contratadas pelos EUA em zonas de conflito.

Polêmica
Embora a denúncia contra os agentes tenha sido feita em Washington, eles foram submetidos a uma corte federal em Salt Lake City, Utah, que é o Estado natal de um dos agentes, Donald Ball.

O advogado de Ball, Steven McCool, alega que seu cliente não cometeu nenhum crime. "Estamos confiantes de que qualquer júri vai perceber que isso é uma ação penal politicamente motivada para acalmar o governo iraquiano", disse.

Os advogados dos acusados devem tentar impugnar o processo antes que seus clientes sejam julgados.

Os outros acusados são Dustin Heard, Evan Liberty, Nick Slatten e Paul Slough.

A polêmica sobre o uso de agentes privados pelo governo americano no Iraque continua sem solução. Estes agentes continuam fazendo a segurança de autoridades americanas e de outras nacionalidades no país.

A legislação dos EUA não é clara se estes agentes privados podem ser alvo de processos nos EUA ou em outro lugar por crimes cometidos em outros países.

Com sede no Estado norte-americano da Carolina do Norte, a Blackwater é uma das empresas que presta serviços de segurança no Iraque. Seu contrato de permanência no país foi estendido em abril deste ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG