Corte islâmica da Malásia condena homens que participaram de concurso de beleza travesti

KUALA LUMPUR, Malásia - Uma corte islâmica do norte da Malásia condenou quatro muçulmanos por participarem de um concurso de beleza travesti.

AP |

Mohamad Abdul Aziz Mohamad Noor, autoridade do departamento islâmico do Estado de Kelantan, afirmou que os homens foram condenados a passar sete dias na prisão e a pagar uma multa de US$310 no domingo depois que reconheceram a culpa por se travestir.

Segundo ele, os homens foram detidos juntamente com outros 11 na sexta-feira por participarem de um concurso de beleza num resort.

Mohamad Abdul Aziz disse nesta segunda-feira que os outros participantes serão julgados no próximo mês.

A Malásia tem cortes seculares e islâmicas. As cortes Shariah, administram assuntos civis para muçulmanos, que representam 60% da população do país de um total de 27 milhões.

Leia mais sobre: Malásia

    Leia tudo sobre: apmalásia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG