A Corte Nacional Eleitoral (CNE) da Bolívia confirmou nesta quinta-feira a realização do referendo revogatório dos mandatos de governadores e presidente, no dia 10 de agosto, quando serão necessários mais de 50% dos votos para a remoção dos dirigentes.

O presidente da CNE, José Luis Exeni, disse que foi confirmada a decisão de "prosseguir com a realização do referendo, convocado por lei para 10 de agosto", quando presidente, vice-presidente e oito governadores poderão perder seus cargos.

Ao concluir uma reunião em La Paz com os presidentes de sete cortes eleitorais distritais, Exeni disse que as autoridades serão removidas se receberem mais de 50% dos votos válidos, e que este percentual valerá para todos.

Pela proposta do presidente Evo Morales, os percentuais para a remoção levariam em conta o percentual obtido durante as eleições de 2005, quando o presidente recebeu 53,7% dos votos e os governadores foram eleitos com entre 38% e 48% dos votos.

jac/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.