Corte de Apelações americana rejeita revisão da pena de ativista de DH

Uma corte de apelações americana rejeitou a revisão do processo do ativista dos direitos humanos civis Mumia Abu-Jamal, que alega inocência em um assassinato cometido em 1981.

AFP |

Figura importante da luta internacional contra a pena capital, Abu-Jamal obteve a anulação, no fim de março de sua condenação à morte no assassinato do policial Daniel Faulkner.

Apesar de anular a pena capital, a Corte de Apelações da Filadélfia, no entanto, confirmou sua culpa e o militante dos Panteras Negras, que hoje tem 54 anos, apelou dessa decisão.

O advogado de Abu-Jamal, Robert Bryan, indicou que seu cliente apelará outra vez da decisão, desta vez ante a Suprema Corte de Justiça dos Estados Unidos.

ltl/ml/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG