(Corrige idade de Rafael Caldera de 94 para 93 anos) CARACAS (Reuters) - O ex-presidente venezuelano Rafael Caldera, que governou o país petrolífero durante os períodos 1969-1974 e 1994-1999, morreu na madrugada desta quinta-feira aos 93 anos.

A imprensa local informou que o ex-mandatário sofreu durante anos de Mal de Parkinson.

Caldera foi presidente durante a maior crise financeira da Venezuela, entre 1994 e 1995, que acabou com quase metade do sistema financeiro do país e teve um custo de 11 bilhões de dólares.

O ex-presidente também perdoou o atual presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que cumpria uma sentença em uma prisão militar por liderar uma tentativa de golpe de Estado em 1992 contra o então mandatário Carlos Andrés Pérez.

(Reportagem de Eyanir Chinea)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.