Correa ratifica desejo de restabelecer relações com a Colômbia

Quito, 19 abr (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, reiterou hoje seu desejo de restabelecer relações diplomáticas entre Quito e Bogotá com dignidade e justiça, após a crise gerada entre os dois países por uma operação realizada em 1º de março pelo Exército colombiano em território equatoriano.

EFE |

"Ratificamos nosso desejo de que, com dignidade e justiça, sejam restabelecidas as relações entre os dois países, mesmo se (o presidente colombiano, Álvaro) Uribe e o Governo colombiano continuarem mentindo como mentem. Vai ser difícil retomá-las, (porém) ratificamos nosso afeto fraternal ao povo colombiano", disse Correa.

O presidente do Equador fez um breve resumo da crise diplomática com Bogotá e afirmou que o Governo colombiano não conseguiu comprovar as relações entre funcionários equatorianos com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Correa disse em seu programa semanal de rádio que o Governo da Colômbia ficou como "mentiroso" e "ridículo", e acrescentou que o Executivo colombiano não conseguiu provar nenhuma acusação feita contra ele de que tenha proibido as Forças Armadas equatorianas de realizar ações contra as Farc.

O chefe de Estado equatoriano ratificou que não voltará a responder aos comunicados vindos do Governo da Colômbia.

Em 1º de março, militares colombianos atacaram um acampamento clandestino das Farc no Equador, em uma operação na qual pelo menos 26 pessoas morreram, entre elas o porta-voz internacional da guerrilha, "Raúl Reyes". EFE sm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG