Correa mostra confiança sobre aprovação de nova Constituição

Quito, 6 set (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, assegurou hoje que as coisas vão extraordinariamente bem para o sim no referendo sobre o projeto de Carta Magna convocado para o próximo dia 28 de setembro.

EFE |

Em seu relatório semanal de trabalhos, Correa assinalou que "quanto mais mentem, mais se afundam", em referência a uma série de "enganos" que, a seu critério, a oposição tenta fazer a população acreditar sobre o texto constitucional.

Apesar da insistência dos opositores, Correa assegurou hoje que o projeto de Carta Magna, redigido durante oito meses por uma Assembléia Constituinte de maioria governista, não propicia o aborto, mas garante a vida "desde a concepção", um dos temas que mais causou polêmica na campanha do referendo.

Sem precisar os meios nem a origem da pesquisa, Correa assinalou que "o 'sim' tem 57% e sobe, sobe e sobe, enquanto o 'não', 23%, e baixa, baixa e baixa".

Correa sustenta que o Governo, que apóia o projeto de Carta Magna, dará "uma surra" na oposição nas urnas de 28 de setembro, quando mais de nove milhões de equatorianos estão convocados às urnas para aprovar ou rejeitar o texto constitucional.

"Estamos ganhando em todos os lugares, entre eles Guayaquil", disse em referência à cidade que é governada por um de seus principais opositores.

Uma pesquisa da empresa Perfiles de Opinión divulgada ontem apontou que 56% dos equatorianos aprovam o novo projeto de Carta Magna, frente a 29% que rejeitam.

A percentagem de apoio ao "sim" da pesquisa coincide com o reportado em uma enquete da firma SP Pesquisas e Estudos revelado na quarta-feira passada, que dá 23% das intenções de voto ao "não".

Segundo as autoridades eleitorais, os resultados oficiais sobre o referendo serão divulgados no próximo dia 14 de outubro. EFE sm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG