O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou nesta terça-feira que a recente expulsão de dois diplomatas dos Estados Unidos não perturbou as excelentes relações entre os dois países.

"Este foi um incidente que, acredito, não atrapalha as excelentes relações que sempre mantivemos", disse Correa à rádio Caravana.

"Com os Estados Unidos, as relações sempre foram excelentes, de muito respeito", acrescentou.

"Mas se um funcionário, pelo delito de nosso país ter mudado o diretor de uma unidade policial, leva computadores com informação confidencial (...), qualquer país soberano expulsaria um homem assim", argumentou Correa.

A expulsão aconteceu "para que ele aprenda a respeitar nosso país", apontou.

Em fevereiro, Correa expulsou do Equador dois diplomatas americanos que - segundo acusa Quito - se intrometeram em assuntos internos.

SP/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.