Correa diz que verdadeira vitória é justiça e igualdade ao povo

Quito, 27 abr (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, que foi reeleito nas eleições de domingo, afirmou hoje que, com esse grande triunfo eleitoral, ainda não conseguiu nada, e condicionou a vitória a conseguir justiça e igualdade ao povo equatoriano.

EFE |

Em discurso a um grupo de seguidores que foi ao Palácio de Carondelet para presenciar a tradicional mudança de guarda de segunda-feira, Correa disse que "não haverá triunfo verdadeiro até que consigamos que esta pátria tenha mais justiça (e) mais igualdade", afirmou, citado pela "Radio Quito".

Para ele, essa conquista será deixar o país "sem miséria, sem ignorância", para que o Equador "não seja presa da demagogia e dos farsantes de sempre".

Além disso, Correa renovou seu compromisso "de não descansar até construir a pátria que merecemos", e disse que esse processo não é trabalho "de um só homem, nem de um Governo, mas de todo um povo".

Com 77,1% dos votos apurados pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Correa obtém 51,8% de apoio, seguido por Lúcio Gutiérrez, com 27,9%, e do milionário Álvaro Noboa, com 11,6%. EFE ic/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG