Quito, 21 mai (EFE).- O presidente equatoriano, Rafael Correa, assegurou hoje que seu compatriota Rodrigo Borja não quis ocupar a Secretaria permanente da União Sul-Americana de Nações (Unasul), que será formalizada na próxima sexta-feira em Brasília.

O ex-presidente do Equador Rodrigo Borja (1988-1992) "rejeitou o convite para ser o secretário de Unasul" por uma série de desacordos com o estatuto para sua constituição, afirmou Correa em entrevista coletiva. EFE fa/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.