Correa diz que reunião de chanceleres foi pedida por Colômbia

Assunção, 15 ago (EFE) - O presidente do Equador, Rafael Correa, assegurou que a reunião mantida hoje em Assunção pelos ministros de Relações Exteriores equatoriano, María Isabel Salvador, e colombiano, Jaime Bermúdez, foi pedida por este último.

EFE |

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, participou hoje de uma reunião com Salvador e Bermúdez para analisar com eles o possível restabelecimento das relações diplomáticas entre ambos os países, suspensas desde 3 de março.

Insulza falou com ambos durante a posse de Fernando Lugo como presidente do Paraguai, ato no qual, além de Correa e do secretário-geral da OEA, participaram vários chefes de Estado e representantes de quase centena de delegações estrangeiras.

"Foi uma reunião pedida pelo novo chanceler colombiano", afirmou Correa em entrevista coletiva, ao explicar que ainda não pode emitir opinião pois se informará do assunto durante o vôo de volta a Quito.

A reunião entre os dois chanceleres foi a primeira desde que Bermúdez substituiu no cargo o ex-chefe da diplomacia colombiana Fernando Araújo em meados de julho.

A crise diplomática entre os dois países foi originada em março pela incursão militar colombiana em solo equatoriano, na qual morreram 26 pessoas, entre elas o "número dois" das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), "Raúl Reyes". EFE lb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG