ares de mudança na A. Latina em seu 2º ano de mandato - Mundo - iG" /

Correa destaca ares de mudança na A. Latina em seu 2º ano de mandato

Quito, 15 jan (EFE).- O presidente equatoriano, Rafael Correa, destacou os ares de mudança que sopram na América Latina e no mundo, ao fazer hoje seu relatório sobre o estado da nação no Legislativo, por ocasião do segundo ano de seu mandato.

EFE |

"Celebramos o segundo ano da revolução cidadã com profunda alegria", destacou Correa, ao discursar no salão do plenário da Assembleia Nacional Legislativa, no centro de Quito, onde também compareceram autoridades civis, militares, religiosas e o corpo diplomático credenciado no pais.

Correa destacou sua decisão de "romper" com o modelo de desenvolvimento neoliberal e, ao se referir à situação financeira global, afirmou que o que "esteve em crise" foi o sistema capitalista.

A cerimônia começou às 10h (13h de Brasília), com a entrada de Correa no salão do plenário.

O Equador é uma nação na qual "começam a florescer a igualdade de oportunidades e direitos", disse Correa, destacando a entrada em vigor da nova Carta Magna, referendada nas urnas em 28 de setembro.

"A nova Constituição nos protege da dominação do capital financeiro especulativo, nos livra de um modelo injusto" que "socializa as perdas e privatiza os lucros" e onde os "ricos são cada vez menos, caros e mais ricos; e os pobres são cada vez mais e mais pobres", ressaltou.

Correa considerou paradoxal que os defensores do neoliberalismo "agora apelem ao Estado para que ele assuma as consequências de sua voracidade" e finjam que as perdas serão repartidas com a população.

Para o presidente, "embora ninguém tenha conseguido antecipar a crise propriamente dita", os equatorianos e seu Governo puderam "evitar o colapso de um sistema", o capitalista.

"Não estamos sós neste caminho, a América Latina, este continente insurreto (...), coincide em grande parte de nossa agenda e nossos princípios políticos", acrescentou Correa.

"Desde o sul do Rio Bravo (México) até a Patagônia (Argentina), sopram ventos de mudança e renovação. Está reverdecendo a esperança", acrescentou. EFE fa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG