Correa defende frente latino-americana contra normativa de repatriação da UE

O presidente do Equador, Rafael Correa, defendeu hoje a criação de uma frente latino-americana para protestar contra o voto da normativa de repatriação, a lei aprovada hoje pela União Européia (UE) sobre os imigrantes ilegais, que ele qualificou de diretriz da vergonha.

AFP |

"Esperamos dar uma resposta comum dos países da América Latina, declarou Correa à televisão Canal Uno.

O presidente equatoriano diz que começou a fazer contactos em nível regional após a votação desta lei aprovada pelo Parlamento europeu, para protestar contra esta agressão, este atentado aos direitos do Homem".

"Unidos, seremos muito mais fortes, muito mais potentes e poderemos exigir nossos direitos", acrescentou, prometendo à Europa uma "resposta concreta" da América Latina.

Os imigrantes latino-americanos, em geral, escolhem como destino os Estados Unidos, mas mais de 15% das remessas em dinheiro enviadas as suas famílias são provenientes de países europeus, segundo um relatório do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), publicado ano passado.

sp/pz/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG