Correa critica Micheletti por dizer que Farc financiam partido em Honduras

Quito, 15 ago (EFE).- O presidente equatoriano, Rafael Correa, criticou o governante de fato de Honduras, Roberto Micheletti, que assegurou que um partido político e uma organização sindical de seu país recebem dinheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"Meu Deus! Tem gente que só abre a boca para comprovar quão profunda é sua ignorância", disse Correa, em referência a Micheletti.

O líder de Estado do Equador acredita que a vinculação das Farc com o descontentamento popular em Honduras é uma estratégia para justificar o golpe de Estado e a repressão no país.

Correa disse ainda que o golpe em Honduras poderia ser uma estratégia das oligarquias latino-americanas e americanas, para tentar acabar com os Governos progressistas da região.

Micheletti assegurou, na quinta-feira, ter provas que em seu país "há um partido político reconhecido que recebe apoio econômico das Farc", além de uma organização sindical.

Essas provas "serão enviadas da Colômbia e, então, vamos publicá-las", afirmou Micheletti. EFE fa/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG