Correa chega a Bruxelas para rebater acusações de vínculo com as Farc

Bruxelas, 13 mai (EFE).- O presidente equatoriano, Rafael Correa, chegou hoje a Bruxelas para rebater na União Européia (UE) as acusações colombianas de que seu país ajuda a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"Disseram coisas que não são verdade, como que o Equador é um santuário das Farc", disse Correa ao chegar a Bruxelas.

O chefe do Estado equatoriano se reunirá com o alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana, e com o comissário de Segurança, Justiça e Liberdade do bloco europeu, o francês Jacques Barrot.

Correa explicará aos responsáveis europeus o ponto de vista de seu país após a operação militar colombiana em solo equatoriano contra um acampamento das Farc, em 1º de março, na qual morreram vários guerrilheiros, entre eles "Raúl Reyes", "número dois" da organização.

"Trago uma mensagem de paz do meu povo. Meu país é o mais pacífico da América Latina", disse Correa, que ontem esteve em Madri e esta tarde estará em Paris, dentro de uma viagem internacional para expor a versão equatoriana. EFE adp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG