Correa anuncia processos contra imprensa

O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou neste sábado que vai processar um jornal e um canal de TV do país, que na opinião dele instigaram a população a tomar pela força equipamento da empresa venezuelana PDVSA.

AFP |

Correa anunciou que pretende processar o jornal El Universo e o canal Teleamazonas, este último alvo da explosão de uma bomba que não provocou vítimas na madrugada de sexta-feira.

"Já não estamos dispostos a ser vítimas de uma imprensa corrupta. Vamos cumprir a lei e vamos iniciar os processos legais correspondentes", declarou o presidente em seu programa semanal de rádio e TV.

Correa culpou a Teleamazonas de ter divulgado "informação falsa" em que advertia sobre danos à pesca na ilha Puná (sudoeste), em consequência das explorações de gás iniciadas pela estatal venezuelana PDVSA.

Correa chamou os veículos de comunicação de "conspiradores e desestabilizadores", e afirmou que existe uma lei que proíbe a "difusão de notícias baseadas em suposições que possa provocar comoções sociais ou públicas".

"Acabou a festa, vamos aplicar a lei", declarou, antes de acusar o jornal El Universo - o de maior tiragem no país - de mentir ao afirmar que as obras da PDVSA não haviam recebido licença ambiental.

A Teleamazonas e o El Universo são considerados meios de comunicação críticos ao governo e Correa acusa ambos de não pagarem impostos.

vel/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG