Correa anuncia posse para dia do bicentenário da Independência do Equador

Quito, 6 jun (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou hoje que o ato de posse de seu novo mandato acontecerá em 10 de agosto, data em que se lembra o bicentenário do Primeiro Grito de Independência do país, mas disse que esta comemoração não será ofuscada.

EFE |

Correa disse, em seu habitual relatório dos sábados, que "10 de agosto, quando for a transmissão de comando, também é o bicentenário do Primeiro Grito de Independência, e isso tem importância continental, e é preciso ressaltar muito esse fato".

Em 10 de agosto de 1809, depois de primeiras rebeliões indígenas na Bolívia, independentistas equatorianos se rebelaram contra a Coroa espanhola e tentaram formar, pela primeira vez, uma junta provisória de um Governo independente, mas foram detidos e massacrados um ano depois.

Para Correa, essa data histórica deve ser ressaltada e, por isso, disse que estão sendo preparados atos especiais, pois também considerou que a comemoração é parte do processo de mudanças que seu Governo leva adiante.

Além disso, acrescentou, nesse dia assumirá também a Presidência temporária da União de Nações Sul-americanas (Unasul).

Por isso, e para realçar essa data, "decidimos convidar, pelo menos, os presidentes da Unasul", disse Correa. EFE fa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG