Correa afirma que Equador não vai se envolver no Plano Colômbia

Quito - O presidente equatoriano, Rafael Correa, afirmou hoje que seu país jamais se envolverá no Plano Colômbia, destinado à luta contra a guerrilha e o narcotráfico.

EFE |

"Nessa luta, infelizmente fratricida e quase eterna, o povo e o Governo do Equador jamais vão se envolver", disse Correa durante a inauguração do Primeiro Encontro de Universidades de países signatários do convênio cultural andino Andrés Bello.

O pronunciamento de Correa acontece num momento de tensão diplomática entre Equador e Colômbia, após o ataque de Bogotá a um acampamento clandestino das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano, no dia 1º de março.

A operação militar colombiana matou pelo menos 26 pessoas, entre elas o chefe das Farc, Raúl Reyes, o equatoriano Franklin Aisalla e quatro estudantes universitários mexicanos.

A operação, justificada por Bogotá e rejeitada por Quito, foi seguida por uma série de fortes declarações de autoridades dos dois Governos.

Leia mais sobre: Farc

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG